segunda-feira, 11 de julho de 2016

Leituras de Junho

Seis meses já se passaram. Já li um total de 35 livros, uma boa média para mim, alguns entraram para o meu top 5 da vida de melhores leituras.

Mas agora vamos aos lidos de junho. Foram 6 livros novamente, estou conseguindo ler uma média de 6 livros por mês, o que estou adorando. Parabéns para mim!


Os livros que li:

O Circo Mecânico Tresaulti – Genevieve Valentine: Distopia, Steampunk. O mundo está em caos. Depois de várias guerras, as pessoas se concentram em cidades independentes e tentam sobreviver com o que resta. Uma trupe circense (um pouco diferente) leva alegria e colocam um sorriso no rosto de quem não tem esperança.  Muito bom o livro, pode ser confuso no inicio por a história não ser contada linearmente.




O Príncipe da Névoa – Carlos Ruiz Zafón: Juvenil de terror e suspense. Foi o primeiro livro que Zafón escreveu, ele é bom, mas não temos ainda a escrita poética do autor. Max se muda com a família para um vilarejo litorâneo, e lá conheci o jovem Roland e seu avô e junto com a irmã mais velha dele vivem grandes aventuras macabras.



Menina Má – William March: Terror, suspense e Thriller psicológico. Escrito em 1954 no auge da psicanálise social. Aqui encontramos uma garotinha, de oito anos, linda, fofa e meiga com traços psicopatas. A mãe desconfiada do real comportamento da filha entra em crise sem saber como reagir e o que fazer para ajuda Rhoda, a menina má do título.





Os Quatro Grandes – Agatha Christie: Poirot se envolve com uma organização criminal internacional. Colocando sua vida, do Hastings, da esposa dele e de várias outras pessoas em risco. Gostei de conhecer esse lado 007 da autora, ainda prefiro o do crime caseiro (marido, esposa, filhos, empregados cometendo crimes para ganhar algum dindin $).




Orgulho e Preconceito – Jane Austen: Todos falam muito bem deste livro e como estava numa vibe de conhecer romance de época, peguei este livro para ler. Elizabeth Bennet não leva desaforos para casa e Mr. Darcy é rico, jovem, lindo e arrogante. Duas pessoas aparentemente com nada a ver, mas a personalidade contrária chama a atenção e voilà temos uma história. Foi meu primeiro romance de época e por estar esperando muito, não me apaixonei pela história ou cai de amores pelo Mr. Darcy. Mas gostei de ter conhecido esta autora que estava além do seu tempo.


A Garota do Trem – Paula Hawkins: Rachel é uma mulher solitária, bêbada e stalker. Do trem ela sempre vê uma moça em sua casa e imagina uma vida perfeita para ela, mas quando a moça desaparece, Rachel acha que pode ajudar o marido a encontrar sua esposa, é um thriller psicológico e bota psicológico nisso, no meio da história você não sabe mais no que confiar. Livro maravilhoso me prendeu do inicio ao fim.




Já estava achando que este mês não iria escolher nenhum livro como preferido, mas eis que nos últimos dias de junho leio A Garota do Trem. Não é um livro que ganhou meu coração, mas com certeza dentre todos que li em junho, este foi o que mais me prendeu e fascinou.



Nenhum comentário:

Postar um comentário